Em sua conta no Twitter, neste domingo (21), o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, acusou o cantor britânico Roger Waters de haver recebido cerca de R$90 milhões para fazer campanha eleitoral disfarçada, em seus shows pelo Brasil. “Isso sim é caixa 2 e campanha ilegal!”, declarou ou ministro.

Sá Leitão acusou frontalmente o ex-vocalista do Pink Floyd: “Roger Waters recebeu cerca de R$ 90 milhões para fazer campanha eleitoral disfarçada de show ao longo do 2º turno.” Waters disse aos fãs que não voltará ao Brasil caso Jair Bolsonaro (PSL) ganhe a eleição para presidente, domingo (28).

Em outro post, o ministro rebateu críticas e disse que está sendo atacado por ter mostrado a hipocrisia do ex-vocalista do Pink Floyd:

“Compartilhei fatos sobre Roger Waters e mostrei a hipocrisia dos que, com base em matéria sem provas da Folha, acusam um candidato de caixa 2 e campanha ilegal. Estou sendo atacado de modo grosseiro e vil por quem vive na distopia do Fla x Flu eleitoral. A verdade dói. Em frente!” (Cláudio Humberto)

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.