Em Montes Claros, a última cidade mineira visitada na noite desta sexta-feira (21), o candidato Fernando Haddad (PT) disse ser hoje e que sempre será o advogado do ex-presidente Lula, afirmando ainda que há “milhões de Lulas” pelo país. Montes Claros ficou famosa, nas últimas semanas, porque é a cidade do homem que esfaqueou Jair Bolsonaro.

“Estou sempre visitando o presidente Lula [na prisão], porque eu sou e continuarei sendo, entre outras coisas, o advogado dele. E sei que toda semana ele recebe um líder mundial, personalidades que vêm de várias partes do mundo prestar solidariedade dele”, disse Haddad em mais uma demonstração de subserviência ao presidiário. Sinalizou que, se for eleito presidente, até conseguir tirar Lula da cadeia, continuará suas romarias ao cárcere da Polícia Federal em Curitiba. Haddad estava acompanhado de sua vice, Manuela D’Ávila, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Montes Claros é a cidade de Adélio Bispo de Oliveira, 40, preso por esfaquear o candidato líder nas pesquisas eleitorais Jair Bolsonaro (PSL), em Juiz de Fora, no dia 6. Não houve segurança diferenciada para o evento, apenas policiamento local e apoio de membro dos MST. Haddad não deu entrevista aos jornalistas, subiu ao palanque, discursou e saiu.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.