Ao ceder à chantagem dos caminhoneiros, Michel Temer quebrou as pernas da economia.

O novo presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho, disse para a Folha de S. Paulo que o tabelamento do frete terá um efeito explosivo:

“Estamos retornando a um país de 30 anos atrás. Centenas de empresas estão vindo até nós para falar que com o tabelamento haverá aumento de 30% a até 150% no preço final dos produtos e quem vai acabar arcando com isso será o consumidor. O governo quer resolver um problema e está criando outros.”

 

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.