Livro Joice.png

O lançamento de um livro sobre o juiz Sérgio Moro, nesta quarta-feira (29), no Shopping Pátio Batel se transformou no palco de diversas manifestações de inconformismo com decisão do ministro do STF, Dias Toffoli, de determinar a soltura do Paulo Bernardo. O ex-ministro de Lula (Planejamento) e de Dilma (Comunicações), acusado de um crime imperdoável: participar de um esquema para lesar aposentados endividados.

Uma das manifestações fortes contra a decisão de Toffoli foi comandada por Rafaela Pilagallo, militante e musa do movimento anticorrupção e de apoio a Lava Jato, “Mais Brasil Eu Acredito”. Rafaela questionou o delegado Mikalovski da Polícia Federal, sobre se a decisão de Toffoli enfraquecia a Lava Jato, abrindo um precedente.

Mikalovski disse que a comunidade jurídica e as instituições que trabalharam na Operação Lava Jato esperam que a lei continue sendo cumprida, igualmente para todos. Destacou que as decisões tomadas pela Justiça Federal do Paraná, foram muito bem fundamentadas e que os recursos em cortes supremas não prosperaram. Destacou, no entanto, que é muito preocupante quando tribunais superiores acabam flexibilizando a Lei Penal, especialmente com relações a recursos. A expectativa é que a Lava Jato não tenha prejuízos em função dessas decisões.

A mulheres do “Mais Brasil”, que já estiveram na linha de frente do impeachment, mandaram um recado para o Supremo: “STF: Aplique a lei como deve ser”. A manifestação foi durante o lançamento do livro: “Sérgio Moro – A história do homem por trás da operação que mudou o Brasil”, da jornalista Joice Hassellmann.

https://www.facebook.com/maisbrasileuacredito/videos/666329563515790/

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

7 Responses to Vem aí a Operação Lava Toga. Musa do ‘Mais Brasil’ questiona libertação de Paulo Bernardo e revela preocupação com os rumos da Lava Jato

  1. Vou fazer essa colocação novamente, os políticos estão preocupados com a Intervenção Militar, mas esquecem do risco de ocorrer uma Intervenção Pública.

  2. As mulheres da República de Curitiba tem toda a razão. Se a sociedade brasileira não se mobilizar o pior pode acontecer.

  3. Tenho muita vergonha, de a mais alta Corte deste país, só ter membros de reputação duvidosa!
    Parecem estar a serviço do projeto de poder, dos petralhas!

  4. As instituições estão aparelhadas, para não piorar às ruas em 31/07,salvação só nas urnas. Trabalhemos pelo voto consciente!