O governo Bolsonaro comunicou nesta terça-feira, 8, à Organização das Nações Unidas a retirada do Pacto Global sobre Migração. A medida já havia sido anunciada pelo próprio Bolsonaro e pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para evitar a perda de soberania brasileira para tratar do tema.

Com a decisão, o governo brasileiro escolheu o mesmo caminho dos Estados Unidos, que nem chegou a negociar o pacto, e de Itália, Austrália, Israel e vários países da Europa Central, que se retiraram das negociações antes da conclusão final. 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.